COMUNIDADE AÇUDE VÁRZEA RECEBE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

80

 

A Associação de Moradores da Comunidade Açude Várzea recebeu, no último sábado (23), o secretário municipal meio ambiente, Edimilson Abreu, e o coordenador de recursos ambientais, Joelson Vieira, que trataram assuntos importantes sobre a proteção de Áreas de Preservação Permanentes – APP, em especial, do Açude Várzea com orientações obedecendo ao código florestal.

Para o secretário de meio ambiente, o objetivo da atividade foi conscientizar os moradores sobre a preservação das margens do açude e das áreas de preservação permanentes, evitando desmatamento, caeiras, orientando os cuidados e limpeza.

“Nós fomos conscientizar os moradores para não praticarem atividades nas margens do açude, respeitando o limite. A ideia é que podemos ter um açude preservado para atender as demandas dos moradores, que sobrevivem de uma renda através da criação de peixe. É muito importante o abastecimento de água para os animais e família. O ideal é trabalharmos a questão da educação ambiental na comunidade”, explicou.

De acordo com o coordenador de recursos ambientais, Joelson Vieira, as famílias entraram em acordo e consciência de que não fosse feito nenhum tipo de plantio próximo às margens do açude, pois no código florestal é, no mínimo, 30 metros e, no máximo, 100 metros de distância da margem do açude para plantio. E, por fim, foram distribuídas simbólicas mudas nativas para os interessados.

No encontro estiveram presentes também os diretores do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Castelo do Piauí, José Luís e Fernando Felix. Na oportunidade foi tratado o crédito fomento e da parceria Prefeitura de Castelo do Piauí com Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA, para incremento de apoio aos agricultores da região.

 

Compartilhe